Please use this identifier to cite or link to this item: http://edubase.sbu.unicamp.br:8080/jspui/handle/EDBASE/3929
metadata.dc.type: Informações e Participações
metadata.dc.creator: FIRME, Thereza Penna
LETICHEVSKY, Ana Carolina
DANNEMANN, Ângela Cristina
STONE, Vathsala
Title: Cultura de avaliação e política de avaliação como guias para a sua prática: reflexões a respeito da experiência brasileira
metadata.dc.terms.title: Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação
metadata.dc.terms.source: Rio de Janeiro
17
62
jan./mar.
metadata.dc.format.medium: 169-180
Issue Date: 2009
ISSN: 1809-4465
metadata.dc.language: pt
Abstract: There is no doubt that having evaluation policies makes the evaluator's job easier, by providing more transparency to the evaluation process and more security to those involved. However, this can only happen when policies are presented to potential stakeholders in clear language, as they are disseminated and utilized for guiding practice. This suggests that building an evaluation culture is necessary in order to effectively implement an evaluation policy, so it can be fully utilized. This paper briefly introduces and presents what the authors understand as the concept of " evaluation culture" and " evaluation policy" . Then, it discusses the importance of evaluation policies for practice of both evaluation and meta-evaluation, and points out the possible consequences of absence of policies. Recommendations are derived from these considerations in order to inspire procedures to build and implement evaluation policies. Finally, reflections are presented based on the Brazilian experience about " culture-policy-practice" inter-relations in evaluation.

No hay duda de que las politicas de evaluacion tornan el trabajo del evaluador una tarea mas facil por dar mas transparencia al proceso de evaluacion y mas seguridad a las personas  participantes. Todavia, eso solo se da cuando esas politicas son presentadas astakeholders(interesados) en potencial, utilizando lenguaje clara, ya que ellas son divulgadas y utilizadas para guiar la practica. Se sugiere, asi, que la construcción de una cultura de evaluacion es necesaria para que una politica de evaluacion sea implementada efectivamente para ser plenamente utilizada. Ese artículo presenta, de modo conciso, lo que los autores entienden por “cultura de evaluacion” y “politica de evaluacion”; discute la importancia de politicas de evaluacion en la practica de la  evaluacion y de la meta-evaluacion; y destaca las posibles consecuencias de la ausencia de esas politicas. A partir de tales consideraciones, surgen recomendaciones que tienen como intuito inspirar el desarrollo y la implementacion de esas politicas. Finalmente, son presentadas reflexiones basadas en la experiencia brasileña considerando las interrelaciones “cultura-politica-practica” en la evaluacion.

Não há dúvida de que as políticas de avaliação tornam o trabalho do avaliador uma tarefa mais fácil por darem mais transparência ao processo avaliativo e mais segurança às pessoas envolvidas. No entanto, isso só se dá quando essas políticas são apresentadas a stakeholders (interessados) em potencial, em uma linguagem clara, já que elas são divulgadas e utilizadas para guiar a prática. Sugere-se, assim, que a construção de uma cultura de avaliação é necessária para que uma política de avaliação seja implementada efetivamente de modo a ser plenamente utilizada. Esse artigo apresenta, de maneira concisa, o que os autores entendem por " cultura de avaliação" e " política de avaliação" ; discute a importância de políticas de avaliação na prática da avaliação e da meta-avaliação; e destaca as possíveis conseqüências da ausência dessas políticas. A partir de tais considerações, surgem recomendações que têm como intuito inspirar o desenvolvimento e a implementação dessas políticas. Finalmente, são apresentadas reflexões baseadas na experiência brasileira com relação às inter-relações " cultura-política-prática" na avaliação.
Keywords: Evaluation
Evaluation policies
Evaluation culture
Practice
Brazilian experience
Evaluacion
Politicas de evaluacion
Cultura de evaluacion
Practica
Experiencia brasileña
Avaliação
Políticas de avaliação
Cultura de avaliação
Prática
Experiência brasileira
Citation: FIRME, Thereza Penna; LETICHEVSKY, Ana Carolina; DANNEMANN, Ângela Cristina; STONE, Vathsala. Cultura de avaliação e política de avaliação como guias para a sua prática: reflexões a respeito da experiência brasileira. Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação , Rio de Janeiro, v.17, n. 62, p. 169-180, jan./mar. 2009. Disponível em: https://revistas.cesgranrio.org.br/index.php/ensaio/article/view/661. Acesso: 2021-08-17
metadata.dc.identifier.url: https://revistas.cesgranrio.org.br/index.php/ensaio/article/view/661
metadata.dc.subject.classification: Nível técnico
Appears in Collections:Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.